Assuntos de Goiás TV

domingo, 22 de junho de 2014

Pregando a defesa da Liberdade de expressão como pilar da Democracia, partidos buscam controlar conteúdo nas redes sociais

 
A classe política tem um discurso unificado em relação ao avanço da tecnologia, as redes sociais e os benefícios e mazelas da Internet, parece até ensaiado, mas poucos admitem de forma aberta que o que os partidos querem é ceifar o direito das pessoas emitirem suas opiniões. Pregam que a Liberdade de Expressão, direito constitucional no Brasil, é o pilar da Democracia  e sem direito estaríamos vivendo ainda hoje uma Ditadura, mas mexe e vira nos deparamos com notícias de que esse ou aquele político tem intenção de censurar o que publicado nas redes sociais ou que buscam de alguma forma criar um controle para coibir as informações que lhes são desfavoráveis.

     Esta censura prévia ou com punições severas para quem as publica estão sempre na ordem do dia de quem acompanha de perto o noticiário político no Brasil, em Goiás o mais famoso dos políticos antenados é também o que mais se preocupa com o que dizem sobre ele na web. O Governador Marconi Perillo já foi até tema de reportagem do importante Jornal Folha de S. Paulo, como sendo um dos políticos brasileiros que mais interagia com a população no Twitter, ouvindo os problemas, repondendo diretamente ao internauta e tomando conhecimento in loco de como pensavam os jovens.
     Após o estouro da Operação Monte Carlo da PF em 2012, as coisas mudaram e antes aliada Internet se tornou um tormento, uma das preocupações constantes do Governo, tanto que as vésperas de mais uma eleição, não estão sendo debatidas nas redes sociais nenhum assunto relacionado ao plano de governo de Marconi, mas sim uma suposta ação que o governador estaria movendo contra o Facebook.
     Todos os políticos são contra a imprensa e mais ainda contra o avanço da Internet, todos sem exceção, o que eles gostariam mesmo é que ao invés de Jornalistas as redações tivessem apenas publicitários ou Assessores de imprensa para apenas e tão somente as notícias boas e convenientes pudessem estar à disposição dos cidadãos e não os assuntos sobre as demandas que nunca são atendidas a contento.
     Claro que tem muito lixo cibernético que circula por ai, mentiras e ofensas pessoais, mas é preciso ir devagar com o andor que o Santo é de barro, limitar, impedir ou controlar o que circula nas redes sociais é uma forma de censura, e toda forma de censura é muito ruim. Uma sugestão para os políticos que adoram ser bajulados é que trabalhem em favor da população, façam o seu trabalho, não cometam erros e ai não tem como as notícias não serem favoráveis.

Seguidores