Assuntos de Goiás TV

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Desvio de dinheiro no Araújo Jorge @Reinaldo_Cruz @Radialistarei @Bahiaemquestao @Blog_do_Reis @BUG_SPL @Copa_aespl

"Operação Biopsia" apura desvio de dinheiro na Associação de Combate ao Câncer, que mantém o Hospital Araújo Jorge, referência no Centro-Oeste no tratamento de câncer. Cinco pessoas foram presas por ordem judicial.

Cinco pessoas foram presas durante a Operação Biópsia, deflagrada na manhã desta terça-feira (7), em Goiânia, por suspeita de desviar recursos públicos. A ação do Ministério Público de Goiás (MP) investiga irregularidades na Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG), uma instituição privada de caráter filantrópico que administra o Hospital Araújo Jorge, referência em tratamento oncológico no estado.
Segundo o promotor de Justiça Denis Augusto Bimbati, entre os detidos estão cinco pessoas da administração da entidade e um empresário. No entanto, o MP não divulgou o nome dos suspeitos.
Além dos cinco mandados de prisão temporária, a Justiça expediu sete de busca e apreensão. Alguns malotes foram retirados nesta manhã da sede da associação, no Setor Universitário.
A Operação Biópsia contou com apoio do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar (PM), responsável pelas prisões. As investigações serão conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI).
Por meio de nota, a diretoria da Associação de Combate ao Câncer em Goiás disse que está atendendo a todas as solicitações do Ministério Público, com o intuito de colaborar ao máximo com as investigações. Segundo o comunicado, as unidades administradas pela ACCG (Hospital Araújo Jorge, Unidade Oncológica de Anápolis e Centro Médico Ambulatorial) estão funcionando normalmente.

Seguidores