Assuntos de Goiás TV

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Adriana Accorsi assume a Polícia Civil http://questaobrasil.com.br/ #QuestãoBrasil


A nova delegada-geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, assumiu hoje o cargo em substituição ao delegado Edemundo Dias. Como uma das prioridades da nova gestão está o reforço na Delegacia de Homicídios, a realização de forças-tarefa em todas as áreas e a articulação junto ao Sistema de Execução Penal para reduzir o número de presos em delegacias. Adriana é a primeira mulher a comandar a PC goiana. Em sua homenagem, o helicóptero da Civil jogou pétalas de rosas após o evento.

Juntamente com a nova delegada-geral foram empossados hoje em solenidade no auditório da Secretaria de Segurança Pública e Justiça, os demais membros da diretoria da PC. Álvaro Cássio dos Santos assume como delegado-geral adjunto, em substituição ao delegado Antônio Carlos. E Antônio Gonçalves Pereira dos Santos assume a Superintendência de Polícia Judiciária, cargo antes ocupado pelo delegado Álvaro Cássio.

O secretário de Segurança Pública e Justiça, João Furtado, disse que as mudanças de gestão são necessárias sempre que a realidade das ruas for de violência e criminalidade. Furtado ainda destacou a importância do trabalho desempenhado pelo ex-delegado-geral Edemundo Dias à frente da Polícia Civil e informou que sua substituição ocorre porque seu excelente trabalho gerou sua convocação para chefiar a Agência Goiana do Sistema de Execução Penal.

Adriana Accorsi pontuou que este é o maior desafio de sua vida e expôs que pretende representar cada mulher goiana com trabalho árduo. O ex-delegado-geral Edemundo Dias comemorou a escolha de Adriana e ressaltou que em sua gestão nunca havia se prendido tanta gente e apreendida tanta droga (cerca de 8 toneladas) quanto neste ano. Ele agradeceu o apoio de toda a equipe no desempenho desse trabalho.

A delegada-geral afirmou que não pretende, neste primeiro momento, mudar os titulares das delegacias especializadas. Ela informou ainda que vai trabalhar junto ao secretário de Segurança e Governo Federal para conseguir mais recursos para a Polícia Civil goiana. Segundo Adriana, os trabalhos para resolver a superlotação de presos nas delegacias foi iniciado e estão previstas medidas imediatas e de longo prazo.

Seguidores